Ex-funcionário confessa que fechava registros para Cidade ficar sem água

Ivoti – O ex-funcionário da Prefeitura, onde a polícia encontrou R$ 10 mil em peças e equipamentos furtados da Autarquia Água de Ivoti, confessou que fechava os registros para Ivoti ficar sem água, por diversas ocasiões e em diferentes regiões da cidade ao longo deste ano.

O acusado, que por cerca de cinco anos trabalhou na Autarquia, disse que fez isso em forma de vingança, por não ter sido valorizado pelo seu trabalho. Ele pediu demissão do cargo em meados de maio, após a direção da Autarquia descobrir que o mesmo vinha furtando valores em dinheiro de colegas.

SABOTAGEM

A direção da Autarquia descobriu que a falta de água na verdade era resultado de uma sabotagem, já que registros de água que eram abertos em determinado dia, amanheciam fechados, o que acarretava no desabastecimento. As ações aconteciam especialmente nos finais de semana.

Ontem, com a ação da polícia, descobriu-se o motivo: o ex-funcionário tinha o sistema de água em suas mãos. Na casa dele, os policiais encontraram aquilo que é uma das maiores provas do crime. Três chaves de manipular os registros de água, que eram da Autarquia e sumiram do depósito, foram localizadas na casa do acusado. Com esses equipamentos e com o conhecimento da rede, algo que adquiriu ao longo dos anos, o homem podia fazer as mudanças que queria no sistema de abastecimento.

Fonte O Diário

Compartilhe esta notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*