Contra o aumento de salário aos ministros do STF

Chega de pagar a conta da velha política. O momento é de responsabilidade fiscal.

O Senado aprovou, no último dia 7/11 (quarta-feira), por 41 votos a 16, o aumento dos salários dos ministros do STF. Os salários passam dos atuais R$ 33 mil para R$ 39 mil, com impacto de R$ 6 bilhões por ano nas contas nacionais. O último obstáculo a mais esse desrespeito ao dinheiro público é o presidente Michel Temer, que pode vetar a proposta.

O plano dos parlamentares é aumentar o salário dos ministros do STF para ampliar o teto constitucional, assim conseguem aumentar os próprios salários e os de outras funções públicas. Isso causa um efeito cascata e retroativo que o Brasil não suporta mais, com graves consequências posteriores para estados e municípios, muitos já em situação de calamidade financeira.

Assine a petição do Partido NOVO para pressionar o presidente Michel Temer a não sancionar o aumento. Não se esqueça também de usar a hashtag #AumentoNão em todas as redes sociais e compartilhar com os amigos e familiares

Quer fazer parte assine em Abaixo Assinado

Compartilhe esta notícia

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*